22 de maio de 2008

Algumas verdades e mentiras sobre a cerveja

Outro dia um amigo me mandou isso por email e como de costume acabei sem tempo de postar aqui, mas como informação nem sempre espira...


CERVEJA, lorita, gelada, com aquele colarinho cremoso o copo suando... coisa boa num dia de calor. Nada melhor que tomar uma cervejinha estupidamente gelada num fim de um dia cansativo prncipalmente com os amigos no bar ou em casa mesmo. Nada melhor do que socializar com os amigos bebendo uma breja e falando de informática, mulher, futebol, mulher, games, mulher mais mulher.

Já ouvi falar muita coisa boa e ruim sobre a uma das mais apreciadas bebidas do mundo e hoje vou desmentir várias inverdades e meias mentiras que levantaram sobre as loritas.

Abaixo, estão as mentiras que contam sobre cerveja e as réplicas de alguns amigos de copo baseadas em pura lógica e ciência.



CERVEJA MATA!

Verdade! Principalmente se o infeliz fôr atingido por uma caixa cheia de garrafas cheias. Aí não tem jeito.



O CONSUMO DE ÁLCOOL LEVA AO CONSUMO DE DROGAS MAIS PESADAS.

Mentira Absurda! O álcool é a droga mais pesada que já consumi. Uma garrafa pesa cerca de 900 gramas. Nenhuma droga chega a esse nível.


A CERVEJA ALTERA OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS.

Mais uma mentira! Uma experiência foi realizada com 500 motoristas. Cada um bebeu uma caixa de cerveja. Todos foram colocados em frente ao espelho. Os reflexos estavam idênticos.




EXISTE UMA FORTE RELAÇÃO ENTRE CERVEJA E ENVELHECIMENTO.

Verdade! A cerveja envelhece muito rápido. Para se ter uma idéia, se você deixar uma cerveja aberta, ela perderá o sabor em uns 15 minutos. Ficará intragável.


A CERVEJA CAUSA PERDA DE MEMÓRIA.

Mentira! Ou verdade? Não lembro bem...





E viva as loritas!

2 comentários:

Carlos disse...

uhasuasuhhsa muito boa essa, excelente post....

Musashi-san disse...

O pior é que não lembro ao certo de onde copiei esse texto...